A avaliação de desempenho terminou… O que fazer depois?

terminou-avaliacao-de-desempenho-site

Muita energia é gasta na implantação e desenho de um programa de avaliação de desempenho – criar os instrumentais, treinar avaliadores e avaliados, planejar e avaliar metas, definir e avaliar competências, realizar a entrevista devolutiva, formular o PDI. UFA!!!!!  É um conjunto de ações que envolvem gestores, avaliados e os profissionais de RH em geral.

Quando tudo termina percebemos que estamos no começo – precisamos administrar a gestão do desempenho e dos talentos da empresa. Como fazê-lo?

1- Antes de tudo é preciso ter um sistema que concentre todos os dados das avaliações e gere um conjunto de relatórios gerenciais globais e por áreas.

2- A partir destes relatórios gerenciais é preciso elaborar um Diagnóstico da Curva de desempenho dos profissionais da empresa, identificando os profissionais que se destacam, aqueles que estão numa situação ruim e a aqueles que estão OK com a organização.

3- É preciso fazer a leitura de como foi o diagnóstico da avaliação de cada área – pontos fortes, pontos a melhorar.

4- É importante reunir os gestores e fazer uma apresentação global dos resultados da empresa e depois reuni-los por áreas para uma análise mais profunda, respeitando as especificidades e situações de cada uma. Nessa reunião é preciso também dar um feedback aos gestores quanto à qualidade da avaliação de desempenho que eles realizaram – se foram realistas, se superavaliaram ou subavaliaram os profissionais.

5- Em paralelo, a empresa também precisa realinhar a sua Política de Gestão dos Talentos, incluindo o Programa de Avaliação de Desempenho como norteador de todas as ações relativas a gestão dos seus talentos. É preciso que a Política de Gestão de Talentos inclua as seguintes situações:

  • Condições para promoção interna – horizontal e vertical;
  • Condições para realização de treinamentos;
  • Condições para recrutamento e seleção de profissionais internos para cargos de maior responsabilidade;
  • Condições para distribuição de PLR, bônus e/ou remunerações;
  • Condições para aumentos de mérito.

6- Um programa de avaliação de desempenho dá condições para que a empresa consiga criar um Plano de Sucessão para os cargos mais estratégicos e/ou críticos, zelando dessa forma pela continuidade e sustentabilidade da empresa.

7- Os resultados da Avaliação também ajudam a alimentar o Planejamento de Carreira dos Profissionais que podem redirecionar suas posturas e realinhar comportamentos em cima dos objetivos da empresa. Um programa de avaliação de desempenho gera condições para tornar a empresa mais transparente aos profissionais, possibilitando que eles consigam avaliar suas condições pessoais, sua bagagem profissional para outros cargos na empresa.

8- É preciso que os profissionais de RH passem a atuar de forma integrada e como consultores internos – os resultados da avaliação de desempenho irão alimentar todas as áreas de RH e deverão nortear ações preventivas e proativas na contratação, treinamento, seleção e manutenção dos profissionais da empresa.

Print

Fátima Ohl Braga
Sócia-diretora e consultora organizacional.
Atua há trinta anos como consultora organizacional, implementando programas de Treinamento e Desenvolvimento, Avaliação de Desempenho e Potencial, Gestão por Competências – Veja mais