Como fazer a autogestão da sua carreira?

Alguns pontos devem ser avaliados na gestão da sua vida profissional.
Aliar carreira com qualidade de vida é um deles.

autogestao-da-carreira-1

Um ponto crucial para percorrer os trilhos da vida profissional, é o quanto o indivíduo conhece de si mesmo: seus pontos fortes, suas habilidades, suas inclinações, suas aptidões ou competências. O primeiro ponto importante é o autoconhecimento para que o profissional saiba verdadeiramente qual é a sua motivação interior. Outro ponto significativo são as experiências profissionais que as pessoas vão acumulando no decorrer dos anos de trabalho, é a partir delas que se têm a oportunidade de fazer escolhas. Quanto mais experiências profissionais tiver e um maior número de feedbacks que você possuir, melhor serão seus insights sobre suas decisões, proporcionando uma base para escolhas profissionais mais racionais e conscientes.

Um terceiro ponto importante – uma vez identificado a área que realmente se deseja atuar – é ter o maior número de informações a respeito da mesma. Levantar dados em organizações, conversar com profissionais que exerçam essas profissões, ler a respeito do mercado que essas áreas apresentam é essencial para se compor uma idéia do universo que cerca a profissão desejada. Para quem já está no mercado de trabalho, é preciso estar atento para dimensionar o que essas experiências trazem de informação e esclarecimento para que o profissional possa tomar as decisões mais adequadas. Quanto mais o profissional se conhecer, maior será sua percepção daquilo que mais tem a ver consigo ou não.

Existem aqueles indivíduos que são acompanhados por um potencial inato, o dom. Podemos considerar o “dom” como um ponto de referência ou uma inclinação profissional que o indivíduo tem sobre alguma área de atuação. A medida que ele percebe quais são suas inclinações profissionais ele estará mais preparado a fazer escolhas que o estimule e o motive a exercitar suas aptidões e habilidades pessoais. Já os que não possuem essa capacidade especial inata, precisam cultivar e desenvolver o seu talento, por isso a escolha da carreira quando feita de forma consciente, é a oportunidade que o indivíduo tem de realizar suas necessidades interiores e satisfazer o desejo de crescer como pessoa e profissional.

Escolha profissional X qualidade de vida

A medida que você atua numa área que se identifica e que aproveita suas habilidades e conhecimentos, você irá atuar sem esforço e sem frustração. Por isso é extremamente importante que o indivíduo tenha um autoconhecimento real de si mesmo e que aproveite todas as oportunidades que tiver para extrair informações, refletir sobre quais atividades lhe dão prazer e quais experiências lhe trazem maior realização profissional e pessoal.

A realização profissional vem junto com a realização pessoal. Não existem duas pessoas: a que trabalha e a que tem uma vida pessoal. O trabalho tem que ser fonte de prazer e de realização pessoal inclusive. Não se pode sacrificar a vida pessoal em prol da vida profissional ou vice-versa. Qualidade de vida é um conjunto de condições que contribuem para seu bem-estar físico e emocional, se deixar fluir em todos os ambientes que se frequenta é o principal índice de que você está sabendo conciliar sua vida em todos os âmbitos.

Orientação especializada

Existem profissionais especializados em orientação vocacional e que fornecem um coaching específico para pessoas que ainda não se definiram profissionalmente.

Geralmente você procura uma orientação vocacional quando está para decidir em qual área irá se desenvolver, isso lá por volta dos seus 17 ou 18 anos. Entretanto, em qualquer momento de sua vida profissional você pode e deve se questionar se está sentindo pleno e satisfeito com as atividades que vem desempenhando.

Costumo dizer que “quem não sabe onde deve ir, qualquer ônibus serve”. É o profissional que deve projetar a sua carreira e ter consciência se está na direção correta ou não. Toda vez que ele tiver dúvidas se está ou não na direção desejada ele deverá buscar ajuda de um profissional que o auxilie a enxergar melhor a sua própria situação, é o momento certo de buscar orientação especializada.

Além disso, outro conselho é a difusão e absorção de informação. Quanto mais o profissional exercitar a leitura maior informação e referência irá ter. É importante ampliar a leitura para diferentes áreas e assuntos, não focando somente na profissão. Quanto maior a percepção que a pessoa tiver do seu meio ambiente, do mercado de trabalho, das necessidades sociais, políticas e econômicas do momento atual, maior será as possibilidades de insights e de reflexões que poderá fazer a respeito.

Fátima Ohl Braga é Sócia-diretora da Ohl Braga. Atua há mais de trinta anos como consultora organizacional, implementando programas de Treinamento e Desenvolvimento, Avaliação de Desempenho e Potencial e Gestão por Competências.

*Este artigo foi publicado pelo site Administradores

Print